quinta-feira, dezembro 30, 2010

Errado??

sábado, dezembro 25, 2010

O Amor lava os sapatos da Paixão

O amor lava os sapatos da paixão.
Enquanto a paixão volta cambaleante e embriagada para sua casa, o amor colhe seus passos.
A paixão corre louca, tropeça, se deixa ferir nos espinhos do inesperado, enquanto o amor lê calmamente o jornal. A paixão quebra as conveniencias, sorri em gargalhadas, despeja e despreza as melhores cores e os melhores vinhos. Já o amor assiste a tudo pela janela sentindo a ausencia das lágrimas que ja nem caem mais.

sexta-feira, dezembro 24, 2010

Palavrinhas

sábado, dezembro 18, 2010

PEQUENO ESCLARECIMENTO


PEQUENO ESCLARECIMENTO
Os poetas não são azuis nem nada, como pensam alguns supersticiosos, nem sujeitos a ataques súbitos de levitação. O de que eles mais gostam é estar em silêncio - um silêncio que subjaz a quaisquer escapes motorísticos e declamatórios. Um silêncio... Este impoluível silêncio em que escrevo e em que tu me lês.
Mario Quintana - A vaca e o hipogrifo

segunda-feira, dezembro 13, 2010

Nada É Impossível De Mudar



Desconfiai do mais trivial ,
na aparência singelo.
E examinai, sobretudo, o que parece habitual.
Suplicamos expressamente:
não aceiteis o que é de hábito como coisa natural,
pois em tempo de desordem sangrenta,
de confusão organizada, de arbitrariedade consciente,
de humanidade desumanizada,
nada deve parecer natural nada deve parecer impossível de mudar.
Bertolt Brecht

sexta-feira, novembro 26, 2010

Eu queria ter uma filha
De olhar singelo
Tudo que brilha
E uma vontade imensa de ser a mulher -maravilha...
Que me pergunte a todo instante
Pra onde vai o avião
Me livrando assim
Da destruição!
Imagino essa jóia corrrendo
Na praia do meu coração
Com os cabelos soltos ao vento
E uma picolé na mão!
Quando a noite chegar de mansinho
Vou inventar uma história bonita
Para que sejam sempre serenos
Os sonhos mais belos de minha filha!!!

domingo, novembro 21, 2010

Depois da Festa

Enquanto a calma do tempo me absorve e me absolve... eu brinco com minha filha...
Depois de tanta dor, tanto desapego e tanta perda... eu jogo futebol com meu filho..
Enquanto nascem novos genios e bandidos..enrruga-se  a pele das minhas maos...
Depois da festa ,a ultima festa que sorri... existe um salão cheio de saudade...
Do vício que me acompanha por entre os dedos... restam apenas cinzas...
Da promessa de amor eterno, de beijo condenado a prisão...restam memórias e lágrimas...
Da fotografia que revela o absurdo das coisas...fica a cor perdida ao fundo...
De mim , do todo inteiro de mim...restam pedaços e feridas...

quinta-feira, novembro 18, 2010

Qualquer Miserável Agora tem Carro...

Preferências

Prefiro-me sorriso
Oculto
Escondido
No abismo
Prefiro-me tiroteio
Pela cidade
Coca - cola
No recreio
Prefiro-me tiro certo
Flechada
Coraçao
Prefiro-me on the rocks
Disturbio
Desilusão
Prefiro-me noite inteira
Desespero
Voracidade
Prefiro-me chuva fina
Na minha interna
Tempestade!

segunda-feira, novembro 15, 2010

"The Facts In The Case Of Mister Hollow" sem dúvida é um dos mais brilhantes curtas de todos os tempos! Tanto que é um dos competidores do Cannes Short Film Corner. A obra mostra uma foto dos anos 30  e nela uma série de fatos começam a ser revelados. Com uma trilha sonora envolvente o diretor Rodrigo Gudinõ mescla suspense, mistério e terror. Desvende o crime!

 

sexta-feira, novembro 12, 2010

O Assassinato do Coração

Hoje o coraçao será assassinado!
Existe todo um preparo, uma cerimonia que marcara de vez o fim deste orgão que carrega tanta emoçao, tanta dor misturada com o sangue que corre no rio das veias que irriga a vida e que hoje sera dizimado...Realidade.
O último pedido do réu culpado foi uma maquina, uma especie de maquina do tempo onde passasse como um raio todos os momentos mais intensos de sua vida.. Nesse instante entao ele sorriu, chorou, ficou em silencio, fechou os olhos, gritou, murmurou, tentou sair correndo ( mas percebeu que nao tinha pernas) e entao se atirou ela janela ( sabendo que podia voar).
Então, chegada a hora do fim, acelerou como nunca havia antes, fez -se tambor absurdo sua batida unica e aconteceu a fatal explosão relatada num bilhete deixado pelo mesmo dizendo que a culpa oculta de tudo isso era do velho e louco amor!

terça-feira, novembro 02, 2010

Lados

Tenho o mundo avesso
Debaixo dos segredos
Dos sagrados segredos
Que vão se revelar...
Numa lua embriagada
Meio da madrugada
Ou sol de meio dia
Calor pra não matar
Tenho as horas tortas
Conrário do relógio
Aonde tudo posso
Perigo de inventar
Tenho o meu receio
Que não aceita medo
Que invade a vida inteira
E não pode parar!

quinta-feira, outubro 28, 2010

Olho e Espelho

Se quiseres ver
Como enxergo
Todo o amor louco
Te empresto meus olhos!

Ofereço-te a cor crua do sentimento
O piscar alucinado do olhar incendiado
As horas olheiras que nao durmo
E todo fotografado olhar felicidade!

E passeias pelas ruas
Cidade do coração
Avenida central
Meio do peito...

E nem observa o sinal
Avançando o mal humano
Sangue que jorra da alma
Consolando triste a mais nova ferida!

domingo, outubro 24, 2010

3 mil reais

Ei! Ei ! Louca amiga! Eis que estou sabendo que foi voce quem roubou o pote repleto de ouro que estava no final do arco-iris!!
Eis assim que me faço em felicidade por saber que voce gastou cada centavo, cada moeda daquele ouro duvidoso em bebidas e diversão!ALEGRIA COLORIDA!
Brincastes com a ilusao dos sonhadores e desse seu tiro fatal e certeiro numa estocada só: Fizestes daqueles dias mil e uma noites, dançastes com todos seus sonhos e anjos sem asas e alados, bailastes cega e viva no meio do salão...
Muitos se fazem em espantos e lhe jogam pedras, apontam-lhes os dedos e uivam seus recados macabros: Ela é louca! Essa mundana precisa de um minimo de juizo!!...pura falta de ocasião....
Sei por que alguns Deuses vieram me dizer em segredo sagrado que cada pedaço de euforia espatifada no chão daquele momento, serviria de virtude e coragem para os que não sabem a hora exata de se despencarem do abismo...abismo do medo, do fogo da novidade e da vontade de ser a próxima estação!!!Que venha a segunda parcela!

terça-feira, outubro 19, 2010

Cálculo

Dos 37 anos vividos
Calculo 35 de amor
Os ultimos 2 de dor
E a soma total de saudade!!



(p/ minha mãe)

quinta-feira, outubro 14, 2010

É preciso não esquecer nada

É preciso não esquecer nada:
nem a torneira aberta nem o fogo aceso,
nem o sorriso para os infelizes
nem a oração de cada instante.
É preciso não esquecer de ver a nova borboleta
em o céu de sempre.
O que é preciso é esquecer o nosso rosto,
o nosso nome, o som da nossa voz, o ritmo do nosso pulso.
O que é preciso esquecer é o dia carregado de atos,
a idéia de recompensa e de glória.
O que é preciso é ser como se já não fôssemos,
vigiados pelos próprios olhos
severos conosco, pois o resto não nos pertence.

CECÍLIA MEIRELES

quarta-feira, outubro 06, 2010

Outra Vez

Havia algum tempo que nao sentia o cheiro da liberdade. Razão embebida em noites escuras e laços tortuosos, vazios, pedaços de um mundo perdido que não e bom nem ruim;É real!
É um tempo de cabeça explodindo no travesseiro, de ansia pela manha e por uma bomba de novidade que acenda os sentidos e provoque euforia mesmo num bom dia habitual de um transeunte qualquer. O calor virou avesso e agora o gelo da o tom das bebidas esquecidas e do tempo que estava paralisado no tempo... A rua esquerda que segui, o onibus perdido e o poema deletado por pura mania de perfeição...
O amor ainda continua no peito , vivo, aquecido, sabedor de que  a improbalilidade humana é as vezes uma dose de whisky e em outras um tiro na face. Sigo estradas, persigo caminhos,,, ando por ai com a certeza de que em uma esquina qualquer estará vestida de vermlho a felicidade, com olhos de sinceridade , bailado de tranquilidade e repleto sentimento.

segunda-feira, outubro 04, 2010

Fino Amor


O amor
Na sua elegancia fina
Formato de coração
Chapéu e bouquet !
Exaltado vento
De um lenço delicado
De um salto alto
Que alcança oa céus...
O antes olhar
Platonica libre
Tudo aquilo
Que alguém sonhou
A música testemunha
A cor e o som
Vinho vivo colorido
E foto eternidade!
E foto eternidade!
E foto eternidade!

sábado, outubro 02, 2010

Kurt Cobain


Kurt Cobain era o vocalista, guitarrista e compositor do Nirvana, uma das mais importantes bandas de rock de todos os tempos, criada em 1987, na cidade de Aberdeen, no estado de Washington (EUA), e estabelecida como o grande ícone do movimento grunge de Seattle. Tornou-se o símbolo mais agudo da geração dos anos 90. O 'power trio' era formado ainda pelo baterista Dave GrohlFoo Fighters) e pelo baixista Krist Novoselic. Todo o vigor do som desses caras está condensado em apenas três álbuns de estúdio (fora o MTV Unplugged, coletâneas, lados b e quetais que foram garimpados, espremidos e cavados de tudo quanto é lugar para render material e converter-se em montes de dinheiro): BleachNevermind (1991) e In Utero (1993). Kurt sofria de um longo histórico de depressão que vinha da infância. Tinha sérios problemas com drogas e era viciado em heroína, cocaína, opiáceos e o que mais aparecesse na sua frente. Sempre foi uma figura melancólica e irônica, frágil e cínica, características patentes em suas músicas, entrevistas e declarações. Suicidou-se no dia cinco de abril de 1994, na casa onde morava, com um tiro de espingarda na garganta. Seu corpo só foi encontrado três dias depois, junto com uma carta de despedida endereçada a Boddah, seu amigo imaginário de infância. Os exames post mortem indicaram a presença de grande quantidade de heroína e de traços de Valium em seu corpo. Faz parte do seleto e sinistro grupo de ídolos do rock mortos aos 27 anos, junto com Jimi Hendrix, Jim Morrison, Janis Joplin e Brian Jones, entre outros.
Há quem acredite que Kurt Cobain foi assassinado a mando de sua mulher, Courtney Love. Essa hipótese encontra tantos pontos de apoio que se chegou a produzir um documentário chamado Kurt & Courtney, dirigido por Nick Broomfield, em 1998, sobre o assunto (assisti ao filme no Festival do Rio de 2000 e devo dizer que é bem convincente).
O diretor Gus Van Sant realizou um longa metragem - Last days (2005) - sobre os últimos dias de vida do artista. Por empecilhos legais, de direitos autorais, impostos pela viúva, nenhuma música do Nirvana pode ser tocada na película e todos os personagens receberam nomes fictícios. Kurt, interpretado por Michael Pitt, foi chamado de Blake.

Vamos às frases:

"Nirvana significa estar livre da dor, do sofrimento e do mundo externo, e isso é muito próximo da minha definição de punk rock."

"Um amigo não é nada mais do que um inimigo conhecido."

"Antes de mim, muitos irão morrer comigo. E eles merecem. Vejo vocês no inferno."

"Não espere que eu chore por todos os motivos pelos quais você teve de morrer."

"Drogas são uma perda de tempo. Elas destroem sua memória, seu respeito próprio e tudo o que se relaciona com sua autoestima."

"Comprei uma arma e, em seu lugar, escolhi as drogas."

"Tive uma ótima infância até os nove anos de idade. Depois, um clássico caso de divórcio realmente me afetou."

"Gosto de ser preconceituoso com pessoas preconceituosas."

“Serei um músico superstar, me matarei e sumirei no auge da glória, assim como Jimi Hendrix”

"Realmente, não tive uma vida animada. Há muitas coisas que eu queria ter feito em vez de ter ficado sentado reclamando da chatice da vida."

"Comecei a me sentir muito orgulhoso por ser gay, mesmo não sendo."

"Eu costumava tentar explodir minha cabeça segurando a respiração. Achava que se explodisse minha cabeça eles (mãe e pai) se sentiriam culpados."

"Estava procurando algo bem mais pesado, ainda que ao mesmo tempo melódico. Algo diferente do heavy metal, uma atitude diferente."

"Prefiro ser odiado por ser quem sou a ser amado por ser quem não sou."

"Não tenho medo de morrer. A paz total depois da morte, tornar-me outro é a minha maior esperança."

“Se por acaso você precisar de algo, por favor, não hesite em pedir para outra pessoa antes."

"Sempre tive problemas com os homens comuns. Eles sempre foram uma ameaça pra mim."

"Se o rock'n'roll é ilegal, podem me jogar na cadeia."

"Só porque você é paranoico não quer dizer que não haja ninguém o perseguindo."

“Nunca conheci um homem sábio, se conheci era uma mulher!”

"A apatia da minha geração é um desgosto pra mim. A minha própria apatia é nojenta, por eu ser passivo e nem sempre me colocar contra o racismo, o sexismo e todos os outros 'ismos' que a contracultura já denunciou há anos."

"Punk é a liberdade musical. É dizer, fazer e tocar o que você quiser."

"A música vem primeiro, a letra vem depois."

"A tarefa da juventude é desafiar a corrupção."

"O pior crime é fingir."

“Vandalismo: belo como uma pedra na cara de um policial.”

"Querer ser outra pessoa é um desperdício da pessoa que você é."

(Sobre o Nirvana) "Somos tão famosos que não conseguimos ne (atual frontman, guitarra e voz dos
 (1989), m escapar de nós mesmos."

segunda-feira, setembro 27, 2010

Mario Quintana

Da Cor

Há uma cor que não vem nos dicionários.
Essa é a indefinível cor que tem todos os retratos,
os figurinos da última estação,
a voz das velhas damas, os primeiros sapatos,
certas tabuletas, certas ruazinhas laterais: -
a cor do tempo ...

quinta-feira, setembro 16, 2010

Estado de Sítio

Estado de sítio!
Interior
No meu estado
Interior...

Vento verde
Grama fresca
Confusão combustível
Em tamanha comunhão.

Pés ao vento!
Memória relâmpago,
Toda a rede ao dispor
No computador.

E eu na rede,
Bordada, rendada,
Esticada de mim,
Flertando o infinito!!

terça-feira, setembro 14, 2010

Barulho

Não que eu não goste
Do barulho que faz
Na cidade
Enquanto passo calado
Não que eu não queira
Gritos de euforia
Estupenda alegria
Rasgando meus timpanos
Mas é que quando
Passo calado
Desfila no meu silencio
A ala dos despedaçados...

sexta-feira, setembro 10, 2010

Era uma especie de poesia rara

Era uma especie de poesia rara...Dessas que nao se ve por ai. Os olhos ja acendiam às demais vistas todo significado de alegria pura. Estado de espirito atestado no olhar. Queria a proxima letra , a proxima palavra, a proxima frase que lhe fizesse o sentido imediato das coisas, que abrisse o leque e pegasse o taxi.
Conviveu no céu da insanidade e no paraiso da razão. Fazia festas ao contrario e sempre cantarolava a canção preferida que emoldava as coisas e os casos contados pelos cantos de um falso amor, uma paixao viva e os caminhos que ficaram na sola do sapato, pedaços de estradas velhas que por si proprias criam vida debaixo de variados pés. Era uma poesia que corria solta! Na velocidade do desespero mas sem estar desesperada., na grandiosidade das coisas sem ter noçao de tamanho e nem espaço de tempo..intervalos... Era o dom de voar na maior contradiçao da fisica, do que a ciencia classifica de exato e de comum compreensao: Não! Era uma poesia rápida , exata, que deixou comprimidos para uma nova dor de cabeça causada por outra poesia qualquer( de tamanha raridade).

sexta-feira, agosto 27, 2010

Fotos

Fui fotografar. Fui colocar olhos do mundo em alguns lugares onde o mundo particular nao tem olhos. Pedaços de todo um todo. Varias cores desapercebidas e unicas na vida inteira dos meus olhos!
Possuo em mim memórias que quero revelar, sonhos futuros em que conheço as cores que pintarei e que ainda não posso tocar. Mesmo com todo imprevisto e com toda improbalidade do planeta terra, isso não o faz menos extraordinariamente belo. Cada esquina que povoa minhas indagações inspiram um cenario eternizado, que fica exposto não so na mente mas tambem nas paginas virtuais e decorado por um poema que fala de coraçao..Fui fotografar.. Queria um pedaço vivo do mundo mais perto de mim.

domingo, agosto 22, 2010

Fantasmas 17

Não se espantem!
Não se assustem!
Eu sou apenas um fantasma...
Alguns me conhecem pelo nome saudade
Outros me conhecem pelo nome desespero
Ainda milhares me moldam em variadas faces de solidão
E eu sou apenas esse fantasma que vos fala...
Confundo passado com presente, presente , presente
As vezes apareço em aviso de sonhos
Festival pirotecnico anunciando o esperado futuro
Minha condição hectoplasmica
Nao me permite
O delirio de um drink!
Acompanho mesas mudas, musas
Conheço mundos absurdos
Conheço historias
E invisivel se faz agora
A lágrima que nao chorei
Sinceramente, falando a verdade
Deixo pra voces minha melhor impressão
Pois meu tempo esta se esvaindo
Preciso ir embora!
Pois so me restam agora mortais míseros segundos!!!

domingo, agosto 15, 2010

Pressa

Existe algo de novo no velho céu desse repetido domingo...Não sei se é a dimensao e a cor da nuvem que hoje baila lenta, não sei se são os raios de sol que confundem e fundem as cores...não sei... O que sei de verdade é que o tempo nos derrete, devagar, cruel, fazendo com que a pele reflita o que o invisivel devora em silêncio: O fervor das horas, o contrário do que vemos. Não existe tempo para se queixar porque simplesmente não sabemos realmente o que é o tempo. Não ha espaço para reflexões de mesa de nobres e muito menos há tempo para distribuição de medalhas, condecorações... a falta de coração...
Existe agora um tempo perdido que se faz presente, o desencanto dos novos, a perdição do aroma puro, tudo aquilo que esteve escondido e agora nos ataca com fome e insanidade !

quarta-feira, agosto 11, 2010

Almas

A alma novamente aproveitou o cochilo do corpo e saiu sorrateira. Olhando rapidamente para tras , mal podia acreditar nesse lampejo de liberdade, de vida propria e de chão pela frente. Encontrou uma alma amiga, tambem fugitiva nao se sabe de que corpo, também brilhante ...caracteristica comum.
As almas voaram no céu imaginário, mergulharam no mar do inesperado, do inospito, da falta de consequencia e do agora em mil cores. Uma alma quis entender e perguntar, porem a alma mais velha e atenta as dores do mundo esqueletico tratou logo de silenciar o momento , fazendo com que os olhos se fechassem e a razão se entregasse ao alcool invisivel que tinha essencia de aventura,de filme de amor, de musica suave e da certeza de uma nova fuga...

sexta-feira, agosto 06, 2010

Medo

Eu tenho medo
De ir dormir mais cedo
E de nao poder pensar nos sonhos
Que eu queria ter...

domingo, agosto 01, 2010

Amor

Eu te dei meu coraçao
Como quem mergulha dum penhasco
Sobrio de loucura
Louco de amor!
Te dei minha noite inteira
Madrugada derradeira
Poção magica em paixao
Antilucidez! Antirazao!
Mais que céu e mar
Totalidade correndo nas veias
Nã me queixo da falta de bar
E nem das noites que nao colori
Preciso apenas da relva suave
Do seu completo sabor
Das ondas curtas do seu cabelo
E desses beijos de ficticia paz!

quarta-feira, julho 28, 2010

Revival

Seria como beber uma cerveja em 1997. Uma alegria em linha reta que desaguaria perfeitamente num oceano particular. Faltava agora o nãopensamento, a estrada que nunca termina e a eternidade que ilude em nome da felicidade barata...a melhor... Era como se eu bebesse vinho em 1991. Despreocupado.Descrente da tristeza. Hoje entendo o choro vindo do nada, do limbo do meu coração e na alma que ali ja mostrava sinais de despedaçamento..nem me importei...nao me importo... A onda do tempo passou novamente.  A onda do tempo traz alegrias quando deseja e tristeza por prazer. O palhaço esqueceu a piada. O amor esta deitado e pregiuiçoso, cansado dos caminhos que sempre o deixam naquela cama, naquela lua ou naquela sarjeta suja. Mas enfim, é pra se celebrar... O sorriso deve ser exaltado e o viver bem deve de fato ser a tonica...
Tudo é amor e tristeza . Cada um leva o confete e atira a serpentinha que quiser e que a razão permitir!

quinta-feira, julho 22, 2010

Não me corrompi

Apesar de tudo que explodiu em minha vida no decorrer de todos esses fatidicos anos eu posso bater no meu peito e dizer: Nao me corrompi!
Não destratei um grande amigo, nao tripudiei meu irmao por uma banalidade qualquer, nao falei pelas costas e senti o gosto de sangue da falsidade. Nao joguei no time dos tubaroes alados e nao quis ser parte dos amarelos, sorrisos comuns e de plastico, aqueles parecidos dias de odio e tedio.
Preferi a calma da praia e pensei por muito tempo... Não me esqueci das bizarrices cretinas que queriam meu vegetativo estado, nao pulei torto e nem desci ate o mais baixo do chao.  Brinquei com meus filhos e sobrinhos e sorri de copos derramados com a felicidade, com a loucura, a tristeza e todo o bom comportamento mal!
Muitos se enganaram achando que nao eu nao percebia o seu odor, o veneno que se bombeia em coraçoes infectados e mentes que eu ate duvido!
Guardo o melhor pra minhas festas particulares e ate mesmo as minhas festas internas, onde so o que vale é a verdaira vontade e a melhor das intençoes!

terça-feira, julho 20, 2010

A Foca Fofa (Shmoo)


INFORMAÇÕES DO ARQUIVO
Tamanho:84Mb
Àudio: Portugues
Formato: DVDRIP
Qualidade audio:10
Qualidade video:10
Download:Megaupload
DVDRMZ:SEMPREDUBLADOS
Shmoo é um personagem criado por Al Cap para as tiras de jornal de Ferdinando Buscapé. Sua primeira aparição ocorreu em 31 de agosto de 1948. A "pseudo foca" de Al Cap era um animal exótico, extremamente amoroso, ingênuo e solidário. Sua espécie, infelizmente, era muito nutritiva e foi exterminada pelos americanos. Muito já foi dito a seu respeito (inclusive sobre ser uma alusão ao comunismo e a caça as bruxas promovida pelo marcartismo). Al Cap, entretanto, foi uma figura bastante controversa, sendo taxado de esquerda pela direita e de direita pela esquerda, dificil ter certeza sobre qual era o principal alvo de sua crítica. Em 1979, os estúdios Hanna-Barbera relançaram o personagem em forma de desenho animado.
Na nova versão em desenho animado, Shmoo era apenas um bichinho branco, mas parecido com um fantasminha com aspecto de foca, porém muito carinhoso com todos seus amigos. Serviu de inspiração também para outros dois personagens do estúdio: Glup e Glip de Os Herculóides. Podia se transformar em qualquer coisa para ajudar seu dono e amigos, livrando-os dos perigos. Amava seu criador e seus amigos, facilitando trabalhos dos mesmos, com a ajuda dos pés. Mas Hanna-Barbera abandonou a idéia dele ser nutritivo e atrair o apetite humano.
O desenho animado que foi transmitido pela "Rede Globo" entre 1980 a 1988.









http://www.megaupload.com/?d=6WPC4VBH

domingo, julho 18, 2010

Fernando Pessoa

Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos. Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedida do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.
Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..
E lembra-te:
Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão

sexta-feira, julho 16, 2010

This Way Up

 Produzida pela Nexus Productions, This Way Up é  uma divertidíssima animação  britânica que foi indicada ao Oscar 2009.Veja esse  imperdível curta animado:






Short 'This Way Up' from Nexus Productions on Vimeo.

10 filmes em homenagem ao Rock ‘n’ Roll

No dia 13 de julho de 1985 dois shows foram realizados simultaneamente, um em Londres e outro na Filadélfia. O objetivo principal do evento era combater a fome na Etiópia. Entre as bandas que se apresentaram estavam The Who, Led Zeppelin, Dire Straits, Queen, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins e Black Sabbath. Desde então o dia 13 de julho é considerado o dia do Rock.

Este estilo musical (ou de vida para alguns) atinge um número imenso de pessoas de todas as idades e logicamente não poderia passar em branco nas telas dos cinemas. Uma infinidade de filmes já tiveram o Rock como inspiração, sejam eles romances ou documentários. Confira abaixo uma lista com 10 filmes que homenageiam o Rock. Sei que posso ter deixado alguém de fora por isso pergunto a você: que filme foi injustamente esquecido?

the
 wonders
10 – The Wonders – O Sonho Não Acabou (1996) – Tom Hanks escreveu, produziu, dirigiu e atuou nesta comédia que mostra a trajetória de uma banda de clubes locais a turnês nacionais em 1964. É um retrato do que acontece com algumas bandas, que só conseguem emplacar uma música. Também mostra problemas de relacionamento nos bastidores e como empresários podem ter lados bons e ruins ao mesmo tempo. Um filme bastante divertido.

hard_days_night
09 – Os Reis do Iê Iê Iê (1964) – O filme é uma espécie de semi-documentário sobre a época mais histérica (pelo menos por parte das fãs) da carreira dos Beatles. Aqui você encontra os rapazes de Liverpool como reféns da loucura dos fãs. Eles ficam sempre fugindo de uma horda de pessoas malucas. Durante a projeção a banda toca algumas canções que foram lançadas em um álbum de mesmo nome. Só como curiosidade o filme foi lançado em Portugal com o título Os Quatro Cabeleiras do Após-Calypso (hilário).

escola do rock
08 – A Escola do Rock  (2003) – Um cantor de Rock fracassado finge ser o professor substituto de uma escola e acaba descobrindo o talento de seus alunos para a música. É então que ele decide criar uma banda com eles e participar de uma competição entre bandas. A trilha sonora é excelente e os alunos se libertam através da contestação à autoridade, ou seja, puro Rock ‘n’ Roll.

detroit rock city
07 – Detroit a Cidade do Rock (1999) – Quatro garotos de uma banda cover do Kiss estão prontos para ver sua banda favorita quando a mãe de um deles (uma fanática religiosa) queima as entradas. Isso não vai impedir nenhum deles de conseguir ver o Kiss ao vivo. Uma comédia sobre um dos grupos de fãs mais fiéis do mundo da música: The Kiss Army.

cazuza_o_tempo_nao_para
06 – Cazuza – O Tempo Não Pára (2004) – Biografia de um dos maiores roqueiros do Brasil. O roteiro foi baseado no livro escrito pela mãe do cantor e no papel principal estava Daniel de Oliveira em uma caracterização impressionante. Ele chegou a emagrecer 11 quilos para o filme.

the 
doors
05 – The Doors (1991) – O diretor Oliver Stone criou um excelente filme para contar a trajetória de Jim Morrison e da banda The Doors. Val Kilmer, que enviou para o diretor um vídeo seu cantando músicas da banda antes mesmo de fazer um teste para o papel, está muito parecido fisicamente com o cantor. No fim do filme pode ser visto o real túmulo onde Morrison foi enterrado.

sid 
nancy
04 – Sid & Nancy – O Amor Mata (1986) – O filme conta a complexa história de amor entre o guitarrista Sid Vicious, da banda Sex Pistols, e a fã Nancy Spungen. Foi um dos primeiros papéis de destaque do ator Gary Oldman (Drácula de Bram Stoker) e retrata o período inicial do punk rock inglês, além dos abusos de drogas por parte do guitarrista e sua namorada e a inevitável morte dos dois.

rock-n-roll-high-school
03 - Rock 'n' Roll High School (1979) – Bons tempos que o musical da High School era interpretado pelos Ramones. No filme uma aluna do colégio adora Rock ‘n’ Roll e apresenta a todos a música contagiante dos Ramones, o que leva todo mundo a dançar. Enquanto isso a diretora do colégio tenta provar por A + B que o Rock é prejudicial aos adolescentes, conduzindo até mesmo experiências com ratos de laboratório. Uma comédia do tempo em que o Rock era transgressor.

footloose-le-film
02 – Footloose – Ritmo Louco (1984) – Por falar em transgressor que tal uma cidade onde o ato de dançar foi banido? É este o cenário que o personagem de Kevin Bacon encontra. Ele fará de tudo para mudar isso e organizar um baile de formatura. Uma comédia musical que virou um clássico do tempo em que a Sessão da Tarde passava filmes legais.

quase famosos
01 – Quase Famosos (2000) – O filme é uma espécie de semi-biografia do diretor Cameron Crowe, retratando um adolescente que escrevia para a revista Rolling Stone e acompanhava uma banda em sua turnê. É um retrato muito bem feito dos bastidores do Rock nos anos 70. O filme tem uma trilha sonora excelente com músicas de bandas como The Who, The Seeds, Led Zeppelin e Lynyrd Skynyrd. Vale lembrar a cena onde os atores cantam Tiny Dancer.

Os 7 mistérios do seriado “Chaves"

1 – O que tem no Chaves que faz todos rirem mesmo sabendo o que vai acontecer?

Mensagens subliminares? Bem, alguns dizem que seria pelo humor ingênuo, a inocência passada sem nenhuma piada machista ou de duplo sentido.

2 – Porque Seu Madruga sempre deveu exatos 14 meses de aluguel?

Se pararmos para pensar o seriado é longo, o que dá a impressão de uma cronologia Mas se pensarmos melhor, veremos que nenhum episódio apresenta continuação, com exceção dos episódios especiais, como o de Acapulco. O que nós faz crer que não há passagem de tempo na série.

3 – Acapulco Ou Guarujá?

Este com certeza é o mais fácil, mas sempre tem um que insiste em fazer essa pergunta.
No primeiro episódio das férias todos dizem que estão indo viajar para o Guarujá, mas no segundo se cita Acapulco, destino real da turma. Essa troca de nomes na dublagem aconteceu por causa de uma antiga determinação do SBT de “abrasileirar” os termos utilizados nos seriados.

Essa determinação apesar de parecer ridícula foi boa, pois através dela vimos um episódio onde há uma aula de história brasileira marcada por celébres frases como:
“O que Cabral fez assim que, pois o pé em território brasileiro?
-“Colocou o outro. Se não ele iria cair.”

4 – Onde mora o Chaves?

“Em um episódio, antes da festa de ‘Boa Vizinhança”, numa conversa com Quico e Chiquinha, Chaves revela o óbvio. Que ele não mora dentro barril, e sim em outra casa na vila a de número oito, com outra pessoa, só que Chaves tem a fala cortada pelo pai de Chiquinha no momento de revelar quem é a pessoa, Então já sabemos onde ele mora, agora com quem? Ainda é um mistério.

5 – Qual o número do apartamento de Dona Florinda?

Nem sempre número de da casa de Dona Florinda foi o 14. No episódio dos “inseptos”, e no qual Chaves quebra a mesma lâmpada várias vezes, o número do apartamento da Dona Florinda é 42.
E pra complicar ainda mais, no episódio do “filme do Pelé”, do dia de São Valentin e dos Namorados, o número é 24! Esses dois episódios são do final de 1978/79, logo depois de Carlos Villagran sair do Chaves para estrelar seu próprio seriado, Frederico, na Venezuela.

6 – Quantos anos deve ter o dono da venda da esquina?

Não se sabe nada sobre esse personagem, a não ser que ele tem uma venda na esquina. Mas não sabemos em qual esquina, já que a rua em frente à vila mudou 3 vezes:
Já foi só uma calçada, depois teve muros baixos uma curva e carros, e por último perdeu a calçada.
O dono da venda da esquina deve ser um senhor centenário já que uma vez ,Seu Madruga, afirmou que quando criança vendia garrafas para ele.

7 – Qual é o verdadeiro nome de Chaves no seriado?

Mais uma vez isso foi quase revelado. Em outra conversa com Seu Madruga, Chiquinha e Quico. No episódio da casa da Bruxa do 71.Seu Madruga afirma que não se deve dar apelidos as pessoas,então Chaves diz que ninguém o chama pelo seu nome verdadeiro, quando perguntado por Chiquinha qual é o seu verdadeiro nome ele diz:

“-Meu verdadeiro nome é…” E outra vez o garoto é rapidamente interrompido, deixando mais uma incógnita no ar.

quarta-feira, julho 14, 2010

Abmudos

Eu so quero mais um café...deixe a outra dose pra outro dia, a manha seguinte , outra noite...nao sei...  Quero agora os pedaços, tudo que sobrou de todas as sobriedades coletaneas... O passista que queria ser bancario. o professor que queria ser cantor...todo o avesso misturado em nossos sonhos, todos os sonhos..tudo...
Lua nebulosda.. o nosso lindo balao amarelo! Inventando a nossa condição..amor puro ..essencias jorrantes em face de verade absoluta..absurda...abmudo...abcega...tudo...
Mais um final de semana mentalizado onde nem a divindadade com computador poderá mudar o final.....

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

terça-feira, julho 13, 2010

Espelhos Vivos

Filhos! Sobrinhos! Filhos são espelhos vivos! Sobrinhos são reflexos vivos de espelhos alheios! Vivos! Vivos! Vivo-os! Felicidade desgramada!
Mais uma musica no violão! Outro ato louco alucinado em gargalhadas! Sobriedade total paranormal ! E essa emoção que não para! Nao vai parar! É um pedaço do mundo prometido por Deus! Pedaço do ceu no meu quintal repleto de raizes...flashes de um outro tempo tão bom...
E tudo fica verde! Até o vento! Tudo que está tão perto agora e com simplicidade aguçada, formas de novas sextas e novos raios não menos verdes.
Explodiu-se então a alma em mais uma inquieta madrugada!!

domingo, julho 11, 2010

O Grande Coelho Buck


Big Buck Bunny from Blender Foundation on Vimeo.

5 sinais de infelicidade


[ Felicidade enlatada ]
A Coca-Cola bem que gostaria que os consumidores acreditassem que a felicidade poderia ser enlatada em uma latinha de 350ml com um delicioso liquido açucarado.
Propagandas da empresa de refrigerantes relacionam seus produtos com os momentos mais agradáveis na vida - Sair com os amigos, Festas, Família etc.

Monitorar o consumo de coca-cola  que uma pessoa bebe, não é a forma mais científica para  medir a felicidade. Vejamos 5 sinais comprovados cientificamente que mostram  que você não está feliz, espero que não seja o seu caso.






5º Assistir muita Tv - As pessoas infelizes ficam na frente da TV 30% mais do que as pessoas felizes.

Às vezes, depois de um dia estressante simplesmente se apela para uma noite de televisão, relaxe-se e deixe sua mente derreter no mar do reality-show, novelas, dramas etc. Mas se essa é sua rotina de noite após noite, é melhor abandonar o controle remoto por um tempo. De acordo com um estudo de 2008, o tempo excessivo em TV é um possível sinal da infelicidade. [fonte]

4º Mal Relacionamento

Pessoas infelizes podem ter mais dificuldade de resolver questões ou problemas de imediato. Eles não conseguem ampliar os círculos de amizade e conhecer novas pessoas. E quando as conhecem as relações azedam logo. [fonte]

3º Stress Incontrolável

De acordo com a psicologia positiva, Um ambiente de bem-estar desempenha um papel importante na busca das pessoas pela felicidade. Sentindo-se seguro e confortável gera contentamento e satisfação. Por outro lado, um ambiente excessivamente estressante promove a ansiedade e insegurança. Por exemplo um estudo comparando o estresse controláveis e incontroláveis constatou que este último proporcionou maior infelicidade. Embora o estresse nos obriga a trabalhar mais eficientemente e alcançar objetivos maiores, pode afetar a felicidade a longo prazo. [fonte]

2º Insônia

Após uma noite se revirando na cama, você finalmente consegue dormir, quando percebe o alarme toca e ja é hora de levantar. Sem duvida essa não é a melhor naneira de começar o dia. Em uma pesquisa da revista "Science", 909 mulheres trabalharam de bom humor e mantiveram um bom relcionamento durante o dia. Ao pedir para que não dormissem o suficiente elas apresentaram estresse e consequentemente, infelicidade. [fonte]
1º Procura constante de prazer

Na década de 1970, uma equipe de psicólogos liderada por Philip Brickman chegou a uma conclusão surpreendente sobre os seres humanos e a felicidade. Ao comparar os níveis de felicidade de um grupo de vencedores de loteria e de um grupo de paraplégicos, os psiclologos descobriram que ambos eventos tiveram alteralções insignifacativas na felicidade a longo prazo. Os investigadores atribuíram esse fenômeno a capacidade de adaptação do ser humano. Com o tempo as pessoas irão adaptar às circusntâncias, sendo elas positivas ou negativas.

No caso dos ganhadores de loteria, um choque súbito de riqueza não melhorou a felicidade a longo prazo. Em vez disso, as pessoas podem ficar preso no que Brickman chamou de "esteira ergometrica", ou seja, uma busca incessante por melhores bens materiais e prazer. O problema com esta busca é a seu vazio interior. Por definição, o prazer é momentâneo - nos deixa querer mais. Contentamento, por outro lado, significa apreciar as circunstâncias presentes.

terça-feira, julho 06, 2010

Microcontos - Ciúme

Sabia que era ciúme! Deixou que o telefone tocasse a madrugada inteira e assim economizou a discussão para o dia seguinte...

quarta-feira, junho 30, 2010

Intrusos - Inveja

Trombetas

É sim um tempo triste...caótico... faz frio...É sim um tempo de cegueira, de vaidade, de roupa nova , de moda de " In ". Um tempo de pessoas procurando restos no lixo, de carros importados e pura perversão.
Nesse tempo escuro existem olhos coloridos de luz, que assistem ao jogo atônitos e bolando um plano de petalas, contrário a megaexplosão... Pode - se contar nos dedos a lucidez. Pode se sentir de perto o desamor.
Fantasmas vagam de terno e walkman. Fantasmas vagam virtualmente nas redes sociais, multiplicaçao da televisão. Onde se acha ouro também se acha ouro falso, ilusão de ética ...ilusão de ótica.
E a praia anda calada como sempre e não responde a solução. A calmaria divina , esta sim, tem a certeza da vitória do amor, fim do sofrimento. Peço meu pedaço sagrado, viagem invisível. Creio num jardim florido, gramado, churrasco espiritual com vinho próprio mental, prazer reinventado!
É hora de amar, de salvar a pureza e pela pureza se deixar levar vivamente, transparente , lúcido, mesmo que mais de bilhões neguem a condição.

quinta-feira, junho 17, 2010

Você quer o que deseja? Jorge Forbes

A Sinistra verdade sobre os contos de fada





Creio que não é só eu que conhece vários contos de fadas graças a Disney e quem sabe, outras produtoras de vídeos. O problema é que aquela versão fica para nós como a “certa” ou a “normal” e taxamos as originais com a “hardcore” ou a “true metal” ou também “from hell agressive”. Seja como for que se expressem, leiam o texto retirado do Leitor e conheçam um pouco das histórias que cresceram ouvindo, lendo e assistindo:





Chapeuzinho Vermelho


A versão desse conto que conhecemos é aquela em que Chapeuzinho Vermelho, no final, é salva pelo caçador, que mata o lobo mau.

Porém, a versão original do francês Charles Perrault não é tão bonita. Nessa versão, chapeuzinho é uma garotinha bem educada que recebe falsas instruções quando pergunta ao lobo sobre o caminho até a casa da vovó. No fim, ela é simplesmente devorada pelo lobo. Só isso, e a história acaba. Não há caçador e nem vovozinha, apenas um lobo gordo e a Chapeuzinho Vermelho morta. A moral da história é que não se deve falar com estranhos.




A Pequena Sereia
A versão de 1989 de A Pequena Sereia poderia ser intitulada “A Grande Sortuda”. Nessa versão da Disney, a princesa Ariel termina sendo transformada em um ser humano para que possa casar com Eric. Há uma festa maravilhosa com a presença de seres humanos e seres do mar.

No entanto, no original de Hans Christian Andersen, Ariel vê o príncipe casar-se com outra e entra em desespero. Oferecem-lhe uma faca com a qual ela poderia matá-lo, mas, em vez disso, ela salta para o mar e morre ao voltar para a costa. Hans Christian Andersen modificou um pouco o final para amenizar a história. Na nova versão, ao invés de morrer na espuma da praia, ela se torna “filha do ar”, esperando ir para o céu. De qualquer forma, ela morre.


A Branca de Neve

Na história da Branca de Neve que nós conhecemos, a rainha manda o caçador matá-la e trazer seu coração como prova. O caçador não consegue fazer isso e lhe traz o coração de um tipo de porco.

A boa notícia é que a Disney não distorceu tanto essa história, mas omitiu detalhes importantes: no conto original, a rainha pede o fígado e os pulmões de Branca de Neve, que serão servidos no jantar daquela noite! Também no original, a princesa acorda com o balanço do cavalo do príncipe, enquanto era levada para o castelo. Não há nada de beijo mágico. O que o príncipe queria fazer com o corpo desfalecido de uma garota é algo que vou deixar para sua imaginação. Ainda na versão dos irmãos Grimm, a rainha má é forçada, no final, a dançar até a morte usando sapatos de pedra, quentes como brasas.

A Bela Adormecida

Na versão conhecida de A Bela Adormecida, a adorável princesa adormece quando fura seu dedo em uma agulha. Ela dorme por cem anos até que o príncipe finalmente chega, beija-a, e acorda-a. Eles se apaixonam, casam, e (surpresa!) vivem felizes para sempre.

Contudo, o conto original não é tão doce. Nele, a jovem garota adormece por causa de uma profecia, não de uma maldição; e não é o beijo do príncipe que a desperta: o rei a vê dormindo e, querendo se divertir, a estupra. Depois de nove meses, nascem duas crianças (e ela continua dormindo). Uma das crianças chupa o dedo da mãe, retirando a peça de linho que fazia ela dormir. A princesa acorda para saber que foi estuprada e é mãe de gêmeos. Fim.


João e Maria

Na versão largamente conhecida de João e Maria, ouvimos sobre duas crianças que se perdem na floresta e encontram uma casa feita de doces e guloseimas que pertence a uma bruxa. Elas então são aprisionadas enquanto a bruxa se prepara para comê-las. Eles conseguem escapar e atiram-na no fogo, salvando-se.

Numa versão francesa mais antiga (chamada As Crianças Perdidas), ao invés de uma bruxa, há um demônio, que também é enganado pelas crianças. Contudo, ele não cai na cilada e está prestes a colocá-los na guilhotina. As crianças fingem não saberem como entrar no instrumento e pedem para a esposa do demônio mostrar como se faz. Nesse momento, elas cortam seu pescoço e fogem.

Cinderela

Na Cinderela moderna, nós temos a linda princesa casando-se com o príncipe depois que este viu que o sapatinho de cristal servia em seus pés.

Esse conto tem suas origens por volta do século I a.C, no qual a heroína de Strabo se chamava Rhodopis, não Cinderela. A história era muito parecida com a atual, com exceção dos sapatinhos de cristal e da abóbora. Porém, oculta por trás dessa linda história há a versão mais sinistra dos irmãos Grimm: nela, as irmãs de Cinderela cortam partes dos próprios pés para que eles caibam no sapato de cristal, querendo enganar o príncipe. Ele, então, é avisado por dois pombos, que bicam os olhos das irmãs. Elas passam o resto de suas vidas como mendigas cegas enquanto Cinderela vive no castelo do príncipe.

Os Três Porquinhos

O conto dos Três Porquinhos foi muito amenizado para as crianças de hoje, ao contar uma história cheia de violência sem mostrar violência. Terminamos com um conto muito simplório que mostra “como é bom ser esperto”.

A história original perdeu muito. O conto original não é mais longo, já que o lobo mau não perde tanto tempo assoprando casas. Ele faz isso para pegar os dois primeiros porquinhos. Aqueles coitados são logo pegos e devorados. O terceiro porquinho – o mais esperto de todos – é o entrave. Sem conseguir assoprar a casa de tijolos, o lobo tenta blefar. Ele faz de tudo para trazer o porco para fora de casa, promete nabos, maçãs, e uma visita à feira. O porco recusa a tentação, sabendo que há coisas mais importantes. O lobo decide então voltar à violência. Ele escala a casa e entra pela chaminé. Porém, o porquinho tinha planejado isso, e colocou um caldeirão de água fervendo na lareira. O lobo cai ali dentro e morre. Ele – e os dois outros porquinhos em seu estômago – são agora o sinistro jantar do terceiro porco.

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...