quinta-feira, julho 22, 2010

Não me corrompi

Apesar de tudo que explodiu em minha vida no decorrer de todos esses fatidicos anos eu posso bater no meu peito e dizer: Nao me corrompi!
Não destratei um grande amigo, nao tripudiei meu irmao por uma banalidade qualquer, nao falei pelas costas e senti o gosto de sangue da falsidade. Nao joguei no time dos tubaroes alados e nao quis ser parte dos amarelos, sorrisos comuns e de plastico, aqueles parecidos dias de odio e tedio.
Preferi a calma da praia e pensei por muito tempo... Não me esqueci das bizarrices cretinas que queriam meu vegetativo estado, nao pulei torto e nem desci ate o mais baixo do chao.  Brinquei com meus filhos e sobrinhos e sorri de copos derramados com a felicidade, com a loucura, a tristeza e todo o bom comportamento mal!
Muitos se enganaram achando que nao eu nao percebia o seu odor, o veneno que se bombeia em coraçoes infectados e mentes que eu ate duvido!
Guardo o melhor pra minhas festas particulares e ate mesmo as minhas festas internas, onde so o que vale é a verdaira vontade e a melhor das intençoes!

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...