quarta-feira, julho 28, 2010

Revival

Seria como beber uma cerveja em 1997. Uma alegria em linha reta que desaguaria perfeitamente num oceano particular. Faltava agora o nãopensamento, a estrada que nunca termina e a eternidade que ilude em nome da felicidade barata...a melhor... Era como se eu bebesse vinho em 1991. Despreocupado.Descrente da tristeza. Hoje entendo o choro vindo do nada, do limbo do meu coração e na alma que ali ja mostrava sinais de despedaçamento..nem me importei...nao me importo... A onda do tempo passou novamente.  A onda do tempo traz alegrias quando deseja e tristeza por prazer. O palhaço esqueceu a piada. O amor esta deitado e pregiuiçoso, cansado dos caminhos que sempre o deixam naquela cama, naquela lua ou naquela sarjeta suja. Mas enfim, é pra se celebrar... O sorriso deve ser exaltado e o viver bem deve de fato ser a tonica...
Tudo é amor e tristeza . Cada um leva o confete e atira a serpentinha que quiser e que a razão permitir!

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...