segunda-feira, agosto 31, 2009

Amor a primeira vista


Foi amor a primeira vista! Louco amor! Amor desses que dispara o peito e traz o sentido maior.
Não sei se foi a sua pele tão alva , tão fina, ou se foram seus olhinhos desprotegidos , inocentes ou até mesmo se foi o choro baixinho como quem pede colo.
Tudo o que sei é que estava enfim de frente ao real amor, a pureza ,a delicadeza e tudo de mais bonito que ja presenciei .
Quero estar sempre ao lado, quero estar sempre por perto. Quero colorir o mundo desse amor. Amor reluzente! Quero essa paz sempre nos meus braços , quero a alegria de poder dizer " Eu te amo " sem pensar 2, 3 4 ou um milhao de vezes.
Agora vou celebrar essa vida , esse turbilhão de sentimentos , todo esse amor leve, sútil e sereno que tem o nome de Bianca!

quinta-feira, agosto 27, 2009

Meias Furadas

quarta-feira, agosto 26, 2009

Caso Clínico


É que eu ando controlando a minha calma
Respiração pra evitar a confusão
Qualquer estampido pode ser o motivo
Da evidente inevitavel explosão
Qualquer barulho me incomoda
Então eu rezo e peço a Deus
Pra me deixar sempre sereno
Escondendo a minha dose de veneno
Deixe em paz meu coração
Não grite tão baixo comigo
Nem conte todos meus sentidos
Porque existo num abismo que não se vê
E que nao se acredita que exista
Tanto abismo num sorriso
Tanto abismo num gesto de amor
Tampouco em tanta solidão
Só peço que não me acordem surpreso
Pra não soar o triste alarme
Do clínico louco da guerra santa
Que no final so quer a paz!!

sábado, agosto 22, 2009

Velho Saudoso


Saudoso do tempo da alegria. Aquele mesmo onde os sabados noturnos tinham vida. Aquele em que eu acreditava na euforia, no descompromisso e com o gol salvador nos acrescimos.
É ruim saber que o tempo passa. Passa a inocencia e a incoerencia. Eu nao uso um super-poder, nao tenho sete vidas... Este caixao gigantesco ensaia minha morte! Esse predio !
Estou enterrado por experiencia. Enterrado com oxigenio so pra ver como é. Tenho ate janelas e posso ouvir musicas .O meu caixao e imperceptivel para meus viziinhos chatos que escutam musicas bem alto e que soltam gargalhadas insanas .Eles ainda nao viram ( e acho que nunca vao ver) que o gran finale esta sendo encenado bem debaixo dos seus sentidos, das suas fantasias e dos seus fundos monetarios... Eu poderia causar um incendio. Poderia usar as antigas substancias...Podia ter meu balde de tinta e minha arma secreta..Nao...nao quero...nao vou mais andar tao perto..tao longe...
Mas ainda existe a cerveja !Caixas geladas e bombons de licor!!
Um brinde!!

O Medo


Essa noite eu me assustei comigo mesmo
Com o tremor que me invadiu
As minhas maos assim geladas
E o frio que nunca senti
Eu tive medo do meu coração
Do seu disparo pro infinito
O grito que nao pude dar
O ar que agora me faltou
E pude ver o meu espanto
Mesmo nao tendo um espelho
Era o vazio do horror
O sentido sem sentido
Sentindo que nada valia
Que tudo era sem razão
Mas isso era uma emoção
Pro meu temor estava vivo
Eu sentia que estava vivo
Um bicho que sempre respira
E vive so por respirar
Que desconhece os relógios
Que se reencontra num altar
Nos braços do Deus invisivel
O Deus que faz vida voltar
Que abre os olhos pra depois
Depois em qualquer lugar
Eu tive medo esta noite
Inexlplicavelmente medo
Inexplicavelente morte
Inexplicavelmente cedo

quinta-feira, agosto 20, 2009

Caça


Ando á caça de um diploma pra provar minha lucidez.
Ando atrás de um diploma pra provar minha sensatez
Tenho que obter o passaporte
Pra opinar no mundo da razão
Pra sorver minhas necessidades de instinto
Pra poder ter atenção
Tenho que falar bem alto na frente
Pra poder impressionar
Pra provar mais uma vez pro mundo
Que existe o meu lugar
Pra poder correr dopado ao vento
Pra poder ter direção
E beber o bar inteiro sozinho
E obter o seu perdão
Ando caçando sombrio um diploma
Pra poder me alimentar
Pra poder faze-lo em pedaços
E numa jaula refletir
Pra poder fazer a cara de santo
E o problema se esvair.
Tendo então a caça nas mãos
Tenho licença pra atirar
Pra rasgar de faca cega o mundo
Então louco me vingar!!

quinta-feira, agosto 13, 2009

Calabouço


Nessa sala simples
Nesse dia simples
Nessa hora exata
Nesse mesmo tom

Nesse abraço raso
Nesse olhar de louco
Nesse calabouço
Nesse coração

Nessa mesma historia
Nessa trajetoria
Nesse espaço curto
Nessa intenção

Nessa alegria
De cumprir promessa
Eis que pega fogo
Nossa pretensão!

sábado, agosto 08, 2009


Quantas coincidencias nesse meu fim de mundo! Quantos numeros a me atordoar! Ponteiros de relogio sao baladas de adeus e agora eu sou o palhaço da profecia.

Nem sei pra onde correr ! Sera que corro agora ou espero desesperado a redução em 90 por cento??

Não sei..não entendo! Tudo que é esperança soma-se ao meu desejo.Vivo de amor! Fujo da escuridão!

Penso naqueles que amo e penso tambem naqueles que amam aqueles que amo...Dá um frio na espinha de pensar que a minha loucura é real é o fim iminente, mas por saber que os céus divinos jogam no meu time ainda consigo fazer piadas e sonhar... Tenho fé!

Nesses 45 minutos do segundo tempo tenho a feliz certeza de que a vitória do bem é certa ,e que os anjos reais erguerão nas mãos o mundo dos justos!

Amén!

sábado, agosto 01, 2009

Sobrinhos


É esse sentimento de amor que abre os olhos. É essa única verdade a que mora dentro do peito. O amor feliz que suspira de saudade. A pureza da criança que colore a vida por uns dias.

Racha então a amargura do duro mundo fazendo jorrar loucura sóbria ( incrivelmente sóbria } e feliz..

Eis que os dias ficam mais lentos , o sol parece importante pra um dia de praia feliz e o refrigerante toma o lugar da cerveja. O gol to time do coração nos olhos da menino moleque estampa o real sentido da vida! Quanta luminosidade! Quanto sol novamente! Eis que pulsa a vida energica diretamente do lugar desconhecido, de onde vem os homens e tudo o que esta inexplicado!

Fui feliz-diferente durante alguns dias! Fui feliz-novidade!

Essa alegria das férias foi embora com a ida do meu sobrinho moleque Heitor, mas deixou claro que será renovada no próximo verão!!!

Agora sim, vou beber uma cerveja! Um brinde!

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...