quinta-feira, outubro 28, 2010

Olho e Espelho

Se quiseres ver
Como enxergo
Todo o amor louco
Te empresto meus olhos!

Ofereço-te a cor crua do sentimento
O piscar alucinado do olhar incendiado
As horas olheiras que nao durmo
E todo fotografado olhar felicidade!

E passeias pelas ruas
Cidade do coração
Avenida central
Meio do peito...

E nem observa o sinal
Avançando o mal humano
Sangue que jorra da alma
Consolando triste a mais nova ferida!

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...