domingo, setembro 23, 2012

Anti_Sono

Rodo  pela sala, ando de la pra cá.Tenho que dormir mas nao quero! Ja fui tres vezes pra cama mas nao consegui ficar. Levantei. Outro copo d'agua , outro cigarro. Estou escrevendo sobre a nao vontade de adormecer, Tenho que acordar as 6 da manha e ja é uma hora...
Olho para o lençol e fico como num ritual de despedida, um silencio apoiado pelos inamnimados moveis calados...todos eles !
Não vou ainda..Não quero ir ! Preciso de mais umas palavras , outra ida na varanda pra sentir o vento e olhar pro céu. Assim me sinto aliviado. Mais um cigarro rouba minhas mãos. Mais uma vez declaro o amor a noite, esteja ela onde eu estiver  ou não e majestosamente dar cor que ela for !

Radio baixinho

Estou escutando radio...... Com internet, jogos, blogs,.poemas, fofocas e futebol o tempo todo e eu escutando rádio...
E toca uma musica la de antigamente e assim me vejo no meio do salão! Uns chamam reflexos outros flash-backs .Muitas risadas , muitos lamentos , recordações de outro tempo e muita felicidade espalhada a 20000 km por hora ! Então Paulinho da Viola entra [ou sai) majestosamente e derrama seus versos " foi um rio que passou em minha vida ..." e vem outro gole cumplice do que se chama vida.Folheio a cortina , depois o album de fotos.Ensaio uma tristeza mas me equilibro !Nada fácil! Dou um trago e noto uma estrela que parece estar espiando tudo la de céu, do lado esquerdo da lua. Quanto festejo! Quantos sorrisos! Será a origem do sonho?Ah eu nao sei! So sei que estou escutando musica no radio! Radio baixinho...Eu fico ansioso pela proxima secreta musica que vai tocar !

Não amei bastante meu semelhante,
não catei o verme nem curei a sarna.
Só proferi algumas palavras,
melodiosas, tarde , ao voltar da festa.
Dei sem dar e beijei sem beijo.
(Cego é talvez quem esconde os olhos
embaixo do catre.) E na meia-luz
tesouros fanam-se, os mais excelentes.
Do que restou, como compor um homem
e tudo o que ele implica de suave,
de concordâncias vegetais, múrmurios
de riso, entrega, amor e piedade?
Não amei bastante sequer a mim mesmo,
contudo próximo. Não amei ninguém.
Salvo aquele pássaro -vinha azul e doido-
que se esfacelou na asa do avião.

domingo, setembro 16, 2012

No céu da varanda da minha casa

No ceu da varanda da minha casa , a noite, sempre tem um aviao quase invisivel com uma luzinha piscando la do alto dos quintos dos céus!Parece tudocalmo! Uma viagem sem atropelos,  nem transitos... 
A estrada do céu é perfeita...Existe um vento bom, que parece bom mesmo a essa altura, e ele desperta a vontade de estar em meio a nuvens e whiskys!! Mais sorrisos! Gargalhadas! E isso tudo tudo fica mais perto e distante, é um divisor de aguas aereas que na maioria absoluta das vezes ninguem  percebe..
.E a quantas anda esse aviao?? Qual sera a sua rota?? Tera nele um ganster?Uma bailarina? Sera um time de futebol ou algum louco de terno e gravata?? Talvez ,com certeza, todos esses estejam misturados numa nave nova, interespacial,  num espaço distante e no proximo aeroporto onde nada acaba e sempre alguma viagem começa! Sempre!

quinta-feira, setembro 13, 2012

A Sombra do Jarro Enfraquecida em Vulto que Já Foi Clarão

Vai vida......Pegando carona no vento que dá a volta ao mundo e sempre volta trazendo esperança presente!! Vai nas nuvens lentas incansáveis que veem tudo la do alto...Pode ir !!
Siga  o passarinho sem destino , pra lá de pra onde eu nao vejo, esse que  some no horizonte e deixa um silencio, uma pintura real com movimentos , cores e aromas triturados numa tela gigantesca.
É a vida as vezes tão seca! Seca no varal do tempo de todas as coisas: O peso do mundo! As tristezas que dançam seguras a pregadores! Ate a saudade se faz indiferente nesse tempo que ficou seco... tão de repente. Alguns nao percebem a falta da luz, a sombra do jarro enfraquecida em vulto que ja foi clarão é o retrato fiel da vida que vai...
Existe o mato seco ! Glória a Deus ! Existe o mato onde se mata a certeza, a conformidade com as coisas tão previsiveis e tão logicas ! Existe abaixo do escudo do coração um matagal onde sempre sera encontrado um sono bom, otimas previsoes de sol impiedoso para iluminar essa estrada, essa vertigem e fazer tudo muito   menos cinza ,tudo menos cinza, tudo menos cinza !!!
Vai vida...Pode ir !

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...