segunda-feira, agosto 30, 2010

Toca o Som!!!

sexta-feira, agosto 27, 2010

Fotos

Fui fotografar. Fui colocar olhos do mundo em alguns lugares onde o mundo particular nao tem olhos. Pedaços de todo um todo. Varias cores desapercebidas e unicas na vida inteira dos meus olhos!
Possuo em mim memórias que quero revelar, sonhos futuros em que conheço as cores que pintarei e que ainda não posso tocar. Mesmo com todo imprevisto e com toda improbalidade do planeta terra, isso não o faz menos extraordinariamente belo. Cada esquina que povoa minhas indagações inspiram um cenario eternizado, que fica exposto não so na mente mas tambem nas paginas virtuais e decorado por um poema que fala de coraçao..Fui fotografar.. Queria um pedaço vivo do mundo mais perto de mim.

domingo, agosto 22, 2010

Fantasmas 17

Não se espantem!
Não se assustem!
Eu sou apenas um fantasma...
Alguns me conhecem pelo nome saudade
Outros me conhecem pelo nome desespero
Ainda milhares me moldam em variadas faces de solidão
E eu sou apenas esse fantasma que vos fala...
Confundo passado com presente, presente , presente
As vezes apareço em aviso de sonhos
Festival pirotecnico anunciando o esperado futuro
Minha condição hectoplasmica
Nao me permite
O delirio de um drink!
Acompanho mesas mudas, musas
Conheço mundos absurdos
Conheço historias
E invisivel se faz agora
A lágrima que nao chorei
Sinceramente, falando a verdade
Deixo pra voces minha melhor impressão
Pois meu tempo esta se esvaindo
Preciso ir embora!
Pois so me restam agora mortais míseros segundos!!!

domingo, agosto 15, 2010

Pressa

Existe algo de novo no velho céu desse repetido domingo...Não sei se é a dimensao e a cor da nuvem que hoje baila lenta, não sei se são os raios de sol que confundem e fundem as cores...não sei... O que sei de verdade é que o tempo nos derrete, devagar, cruel, fazendo com que a pele reflita o que o invisivel devora em silêncio: O fervor das horas, o contrário do que vemos. Não existe tempo para se queixar porque simplesmente não sabemos realmente o que é o tempo. Não ha espaço para reflexões de mesa de nobres e muito menos há tempo para distribuição de medalhas, condecorações... a falta de coração...
Existe agora um tempo perdido que se faz presente, o desencanto dos novos, a perdição do aroma puro, tudo aquilo que esteve escondido e agora nos ataca com fome e insanidade !

quarta-feira, agosto 11, 2010

Almas

A alma novamente aproveitou o cochilo do corpo e saiu sorrateira. Olhando rapidamente para tras , mal podia acreditar nesse lampejo de liberdade, de vida propria e de chão pela frente. Encontrou uma alma amiga, tambem fugitiva nao se sabe de que corpo, também brilhante ...caracteristica comum.
As almas voaram no céu imaginário, mergulharam no mar do inesperado, do inospito, da falta de consequencia e do agora em mil cores. Uma alma quis entender e perguntar, porem a alma mais velha e atenta as dores do mundo esqueletico tratou logo de silenciar o momento , fazendo com que os olhos se fechassem e a razão se entregasse ao alcool invisivel que tinha essencia de aventura,de filme de amor, de musica suave e da certeza de uma nova fuga...

sexta-feira, agosto 06, 2010

Medo

Eu tenho medo
De ir dormir mais cedo
E de nao poder pensar nos sonhos
Que eu queria ter...

domingo, agosto 01, 2010

Amor

Eu te dei meu coraçao
Como quem mergulha dum penhasco
Sobrio de loucura
Louco de amor!
Te dei minha noite inteira
Madrugada derradeira
Poção magica em paixao
Antilucidez! Antirazao!
Mais que céu e mar
Totalidade correndo nas veias
Nã me queixo da falta de bar
E nem das noites que nao colori
Preciso apenas da relva suave
Do seu completo sabor
Das ondas curtas do seu cabelo
E desses beijos de ficticia paz!

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...