domingo, janeiro 07, 2007

...sera que vai chover??


De novo o desconhecido entra em cena. Traz uma novidade que antes parecia tão obvia mas agora inunda suas novas certezas instantâneas. Cavou-se entao uma nova luz daquela fresta estreita por onde não andava passando nem o mais remoto vento. Sorriu futuramente vendo as plantações verdes e prosperas aliadas ao retrato recuperado do filme esquecido.Uma palavra do bem desencadeou a odisséia daquele mesmo sonho que havia partido por que tinha pressa demais. É magico ver de novo com os olhos do imortal o dia após outro respirado com mais ardor do que o do instante anterior.Era confuso demais para o cidadão de terno que passava em flash e não tinha tempo pra mais nada. Era estranho demais pro professor de método retrogrado que entoava o hino nacional em toda sagrada manha. Era chato demais pro intelectual que sempre faz cara de ombudsamn e cega seus olhos diante o espelho. Mas era alegre demais para garota vestida de preto que misturava sua alma ao samba , o rock e o jazz..Enquanto o sentinela dorme na madrugada achando que anda tudo muito certo e normal, do outro lado da cidade uma idéia foi parida e esta sendo criada de modo que seja livre e siga com amor eterno seus desejos encarnados na certeza da mesa cheia. Arroz !!!!!!!!!!!Amor!!!!!!!!!!... feijão !!!Alguem passou e ouviu o recado deixado no muro. Um cartaz que tinha fama de ser sol. Uma bomba leve detonada em pleno meio-dia. Quem sera a mãe da bomba leve???De novo aquele sorriso macabro mandou lembranças longínquas. Quando a esperança desaparecer haverá correria por todos os lados e manchas indesejáveis lavando as calcadas. Who are you dentro de my house??? My green house?? The end??

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...