sábado, dezembro 19, 2009

Psicodelia



Perdeu-se o fio da meada
O meio ficou cheio de fim
E o começo foi certamente
Um gelo ao cubo!
Balões ao alto!
Mãos ao vento!
E o louco saia correndo
Pensando que de tudo sabia...
E na 3 hora daquela sexta
Emendou memórias enlaçadas em lembranças
Tossiu rouco, pouco
E festejou o silêncio com o vento na varanda...
Alegria que chegou!
Gol! Golaço!
Um punhado de conhaque
E todo o dia pra não mais morrer...

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...