segunda-feira, março 16, 2009

Cronômetro


Que felicidade mais triste apareceu! Uma felicidade desbotada! Um sorriso seco! Uma certeza incomodando baixinho que vai haver outro trovão.

E por mais que esteja tudo sorrindo torto e etílico, agora existe um tamanho imenso de falta de espaço. Falta espaço onde nao cabe mais nada...Falta essa cor e esse grito que não se vê...

Mesmo no gol , no sublime momento do gol, alguma coisa mostra escondido que antes era diferente, saudosista do que virá...

Ora! Amanhã...A manhã...

Esse risco diário se cria. Tem pernas invisiveis e anda ora depressa, hora quase parando...ora!

São mais 10 minutos pra luz chegar. Devagar é claro! Com essa banda imaginaria!

São anos que parei de contar por uma nova vida após uma primeira morte. Sorte? Será?

Vamos andando...

Vamos...

Que já não e hora de ficar por aí!

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...