segunda-feira, agosto 20, 2012

Então Eu Larguei o Cigarro


Então eu larguei o cigarro! Sim, foram mais de 20 anos sofrendo desse delicioso vicio, dessa companhia não detectada, a não ser nos saudosos momentos de bebida e delírios...
Agora eu tenho no que pensar! Afinal não é por mim essa preocupação. Não sou egoísta a ponto de dançar a noite inteira, com um copo na mão, ate morrer! Não tenho mais tanto folego e preciso de muito mais oxigênio...
Ando pelas ruas. Enxergo a cor do ar. Enxergo que  me transformei num Super-herói atrasado!
 Um Super -herói  que tem que apertar os passos pra não perder o ônibus, que tem que contar as moedas do tempo e saber que o relógio é louco e tem face de  poço sem fundo! Infinito...Calado...Indiferente...
É... Mesmo assim escuto a música ! Tudo tem melodia e inspira palavras e sonhos... as vezes pesadelos...!
Pode ser a música que traça a trilha sonora de tudo que eu faço ou a que vem do walkman triste do homem não menos triste que carrega uma especie de bolsa pequena, onde provavelmente eu encontraria uma marmita, cigarros paraguaios e uma conformidade inerte.
A música que me guia me relembra o Super-herói que me veste agora: Tem a trilha sonora de atravessar as ruas, a de esperar o transporte e a de olhar a beleza que perfuma meu mundo...As vezes a musica se torna tão suave que pareço estar envolto dentro de um sonho bom e colorido...lado bom...
Uma batida me traz de volta pra meu universo. Da janela vejo, de pé, uma senhora atropelada e estirada no asfalto, dando tons finais ao um espetáculo pra mim desconhecido... Seria ela uma heroína atrasada? Uma bruxa esquecida ou alguém tão perturbado e coerente como eu??? Nunca vou saber...

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...