segunda-feira, maio 09, 2011

Pobre Domingo

Eu sentado diante a tv : Whisky na mão esquerda e um cigarro na direita!
Eu que agora finjo não estar nem aí com os absurdos que me cercam, com os monstros interespaciais que surgem na tela do meu desespero.
Avisto pasmo um senhor repetido, de cara cansada e de mente dominada pela ganância desnecessária, visto que seus bolsos ja estão abarrotados há tempos...insiste na piada sem graça e na falida receita de bolo, sorri um riso reacionário ao avesso, o que da mais cor de insanidade ao quadro do momento desse tempo.Mudo o canal.
Eis que de repente me apavora um ex gordo colossal. A impressão que tenho é a de algo que já nao se faz, que ocupa um espaço tão valioso, que soa como uma desonestidade não pedir o chapeu, pendurar as chuteiras e deixar que outro escolhido continue a história...Coisa difícil de entender, de aturar e de não definir...
Chego ate a varanda e me pego feliz ao tragar novamente o cigarro! O cigarro que me faz tossir é me da no meio do nada outra sensaçao de vivo, de estar vivo. Viva!
Tento não ligar e novamente travo uma batalha com o controle remoto. Percebo agora bem diante a minha quase raiva um tremendo boneco de cera: Riso medido, expressão forçada e a pergunta irritante que persiste em martelar minha cabeça: Será que não tinha ninguém pior ?? Difícil saber...
Enfim, depois de ser despertado pelo vento que estapeou a cortina que veio se lamentar num leve toque em meu ombro, decido calçar meu chinelo velho e ir ao encontro da mais gelada e sagrada bebida de um dia de domingo! Desliguei!

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...