sábado, maio 31, 2008

As Vezes


As vezes penso

Que um corte

Feito no meu peito

De nada vai adiantar

Mesmo um corte certo

Profundo

Cheio de certeza

E precisão

É que agora

Nesse deserto oco

Não existe barulho

E o fogo nao arde mais

As vezes tenho a certeza

De que estou inerte

De que ando robótico

E de quem nem sinto dor...

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...