sábado, março 08, 2008

Fuzuê


O certo nao faz sentido agora

O tempo da razao se esgotou

O cerebro esta pulando carnaval

Enquanto chora o tolo coração

Nem mesmo as palavras bonitas

Se comoveram com tal situação

Os suspiros e os soluçoes

Sao sempre fieis e socorrem o pulsante

Sao sempre solidarios e ouvem o pranto

Mas a gargalhada louca

Os passos desgovernados

E o brilho dos olhos

Dividem euforicos a mesma cerveja...

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...