segunda-feira, abril 18, 2011

Desfazendo


O tempo,
Os fatos do tempo
Me fizeram mais forte
E mais louco!
Perdendo de muito pouco,
Entendo o mundo todo,
E enlouquecendo gradativamente,
Suavemente enlouquecendo...
Lendo o meu oposto,
Desentendendo a compreensão,
Cortando a mata do meu coração
Numa chuva fina que leva forte
Tudo que está ao meu alcance...
Meu campo de visão...
Meu raio de ação...
Que mil raios me partam então,
Bem nessa hora da madrugada,
Onde já não sei mais de nada,
Onde se  confunde comigo
Tudo aquilo que não sou!

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...