sábado, julho 11, 2009

Milagre


Do espaço imaginario

Do colo de Deus

Do infinito colorido

Vem sorrindo e é lindo!

Do que eu não sei

Do que duvidei

Do pedaço de céu

Bem maior do que eu

Da vida sem sentido

O oposto imediato

Num retrato fictício

Que sorri sem sentir

Nesse mundo tão louco

Uma paz pequenina

Um amor de verdade

Que eu sempre pedi!!

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...