sexta-feira, agosto 09, 2013

Sagrado Cada Dia

Nao tenho medo das formigas
Elas passam e nem me olham
E eu sei o quanto
Sao inofensivas...

Corro de la pra ca
As risadas sao elos
Da minha alegria
Contra a melancolia

Chegando atrasado
A
hora nao me importa
Assim assobio um rock and roll
E prometo chegar mais cedo

E na dança do relogio
Desvencilho alegrias e desesperos
Finjo que vou ao banheiro
E fumo um cigarro inteiro!


Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...