terça-feira, junho 19, 2012

Eu sou um distúrbio a esquerda

Eu sou um distúrbio a esquerda
Parede parada de pendurado relógio
Não levo quase nada guardado
Apenas o descompasso...
Eu vejo uma arma letal
Cheia de luzes de neon
Dançando inexata e insistente
Pedindo para eu ficar...
Inconstante , imprevisto e indiferente
Ao meu lado corre alguma coisa
Disfarçada de corações
Esperando a outra noite
E a hora de não voltar...

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

Quem sou eu

Minha foto
Filme na madrugada. Disco velho. Livro empoeirado. Caixa fechada. Coração trancado. Monossilabo. Plural. Só. Viajante . Caseiro.
Loading...